15 de Junho, 2024
Edit Content
“Ainda há muitos homens que só procuram o médico em estado irreversível do cancro da próstata” defende médica urologista
AngolaEntrevistaNotícia

A médica urologista, Cármen Rodrigues, indicou que “há ainda muitos homens que só procuram o médico em estado irreversível do cancro da próstata”, apontando a perda de peso, falta de apetite e excesso de cansaço como sinais da doença.

Em entrevista ao JA Online, a especialista do Hospital Geral de Luanda explicou, também, que alguns pacientes desenvolvem sintomas como disfunção urinária, frequência em urinar durante a noite com algum esforço e retenção urinária durante anos.

Acrescentou mais adiante que muitas vezes os pacientes ignoram os sintomas da doença até se agravar, dando nota de que, em muitos casos, nem todos conseguem perceber que estão a desenvolver algum cancro, por ser também uma enfermidade a princípio assintomática.

A especialista em Urologia há mais de cinco anos, disse que os homens devem procurar o médico a partir dos 40 anos, para o controlo anual.

Cármen Rodrigues avançou que diariamente atende cerca de 15 a 20 pacientes oriundos de todas as partes da capital, maioritariamente jovens, preocupados com a disfunção sexual.

Por outro lado, a médica referiu que a unidade hospitalar carece de mais meios técnicos para o atendimento aos pacientes urológicos.

“O Hospital Geral de Luanda dispõe de condições para atendimentos básicos. Quando há necessidade de um procedimento mais complexo, como uma cirurgia endoscópica ou o tratamento de um cancro da próstata maligno, os pacientes são indicados a outras unidades hospitalares, com destaque para o Centro Oncológico de Luanda”, salientou.

Por fim, fez saber, também, que actualmente o Hospital Geral de Luanda tem apenas duas urologistas.

Deixa o seu comentário