5 de Março, 2024
Edit Content
Centro de Hidrocefalia recebe dez milhões KZ para operar mais de 40 crianças
Assistência MédicaNotícia

A informação sobre o valor disponibilizados foi avançada, ontem, pela responsável da referida Organização Não Governamental (ONG) nas instalações daquela unidade sanitária, onde deu nota da necessidade de existência de mais instituições, no país, vocacionadas para o tratamento desse tipo de doença.

“O nosso objetivo é mesmo esse: transmitir alegria. Nós, enquanto ONG, temos o objetivo de acabar com a morbimortalidade da hidrocefalia e doenças afins.

Por isso, trouxemos dez milhões de kwanzas para garantir que mais de 40 crianças sejam operadas”, avançou.

Para o diretor do Centro Neurocirúrgico de Tratamento da Hidrocefalia, Mayanda Inocente, o momento foi doado, numa altura em que, enquanto responsável da instituição, cogitava os meios através dos quais daria inicio às cirurgias, no próximo ano.

“O nosso maior obstáculo prende-se com a falta de recursos, com a falta de orçamentos para o Centro.

Então, o facto de termos recebido, hoje, uma doação de dez milhões de kwanzas, significa cirurgias gratuitas, durante três meses do ano de 2024.

A meta de 40 crianças, se calhar, pode ser ultrapassada”, avançou. Além das cirurgias, o especialista referiu que o valor vai servir também para atender as crianças em serviços de consultas e de enfermagem, durante o período referenciado, ficando apenas em falta os meses restantes do ano.

Mayanda Inocente admitiu que o país cresceu muito em termos de capacidade de resposta para estas cirurgias, por considerar que o Centro, atualmente, realiza operações semanais, diferente dos anos anteriores, quando eram feitas num intervalo de um a dois meses.

Por isso, agradeceu à ONG de Whitney Shikongo.

Fátima Manuel, jovem e mãe de primeira viagem de um bebê com hidrocefalia, entende ser muito difícil o dia-a-dia de uma mulher cujo filho padece desta doença, a começar pelo estigma por parte da própria sociedade.

“O dia-a-dia de uma mãe de bebê com hidrocefalia é muito complicado. É muito triste saber que o teu filho nasceu com este problema!

No princípio, eu me estressava com todo mundo. O meu filho já foi operado duas vezes. Mas, na Quinta-feira disseram-me que ele vai ser operado novamente”, partilhou a jovem que disse estar a aprender a lidar com a situação.

A ONG-O Teu Sorriso é a Minha Alegria, além dos valores monetários, ofereceu também um Natal solidário para aquelas crianças com várias atividades recreativas, tendo, no fim, distribuído cestas básicas para as famílias e produtos hospitalares para o Centro.

Fonte: Jornal o País

Deixa o seu comentário