19 de Abril, 2024
Edit Content
Eleito novo bastonário da ordem dos enfermeiros de Angola
AngolaNotícia

 Eduardo Elambo Caiangulo foi eleito, esta sexta-feira, bastonário da Ordem dos Enfermeiros de Angola, ao alcançar 56,3 por cento dos votos, num universo de dois mil 585 delegados das 18 províncias.

O novo bastonário da Ordem dos Enfermeiros de Angola, empossado na presença do secretário de Estado para Saúde Pública, Carlos Alberto Pinto de Sousa, substitui no cargo Paulo Luvualo, que dirigiu os destinos da organização nos últimos oito anos.

Vencedor pela lista A, Eduardo Elambo Caiangulo conta com uma direcção executiva composta por 17 membros e 18 presidentes dos Conselhos Provinciais da Ordem dos Enfermeiros de Angola.

O recém-eleito apontou como prioridades do seu mandato de quatro anos a aposta na formação técnico-profissional dos filiados, investigação científica, criação de condições para dar dignidade à classe e melhoria da organização interna.

Disse que vai, igualmente, trabalhar no estreitamento das relações de cooperação com os ministérios da Saúde, Educação e do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, assim como os demais parceiros, para a melhoria das condições dos profissionais e da humanização dos serviços de enfermagem.

Por isso, augurou o engajamento dos membros da direcção executiva e de todos os filiados na concretização dos objectivos da organização, que agrega perto de 100 mil profissionais.

Ao intervir no acto, o secretário de Estado para Saúde Pública, Carlos Alberto Pinto de Sousa, em representação da ministra Silvia Lutuculta, exaltou a Ordem dos Enfermeiros e os seus membros pela iniciativa democrática, ao reiterar a disponibilidade e o engajamento do ministério nas acções em prol da classe.

Apelou à direcção eleita para um tratamento condigno, de respeito e consideração da classe dos enfermeiros e demais profissionais de saúde, para além de assumir o seu papel com determinação do pacote desejado no ensino e no exercício da profissão.

Por sua vez, o vice-governador da província do Huambo, Angelino Elavoco, em representação da governadora Lotti Nolika, considerou a Ordem dos Enfermeiros de Angola como uma das mais importantes do país, pelo papel desempenhado no sistema de saúde.

Disse tratar-se de uma classe essencial dentro de todo sistema de saúde, pois são os mesmos  que estão presentes durante todo processo de tratamento dos pacientes, desde o momento de entrada nas unidades sanitárias até receber altas, e em muitos casos fora do ambiente hospitalar.  

 A Ordem dos Enfermeiros é uma instituição de utilidade pública e órgão de auto regulação do exercício da actividade, tanto para angolanos, como estrangeiros, assim como defender a ética, deontologia e a qualificação profissional.

Disciplinar, fiscalizar e regular o exercício desta profissão no país, em prol da população e a classe dos enfermeiros, entre outros, é igualmente o foco da Ordem dos Enfermeiros de Angola. 

Fonte: Angop

Deixa o seu comentário