19 de Abril, 2024
Edit Content
Estudantes angolanos divulgam investigação médico-científica
CiênciaEventos

A capital angolana, Luanda, acolheu, nos dias 23 e 24 de Fevereiro, o 1º Congresso Angolano de Divulgação Médico-Científica, organizado pelo Núcleo de Investigação Científica dos Estudantes de Saúde de Angola (NICESA).

O congresso reuniu, na Escola de Administração e Políticas Públicas (ENAPP), mais de uma centena de participantes de várias regiões de Angola, membros do Governo, médicos e cientistas nacionais e estrangeiros.

O evento destacou-se pela sua envergadura, qualidade e relevância dos temas discutidos. A abertura oficial ficou a cargo da Professora Doutora Maria do Rosário Bragança, ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, que reforçou o compromisso do Executivo em desenvolver a saúde pública e fortalecer o ecossistema de ciência, tecnologia e inovação no país.

Entre os muitos destaques do congresso, estiveram as palestras sobre “Estratégias Inovadoras para Eliminação de Lixo em Angola”, proferida pelo Professor Doutor Franco Mufinda, doutorado em Saúde Pública e vice-governador de Malanje para o Sector Político, Económico e Social, e sobre “Malária e Vacina Anti-Malária”, onde foi prelector o Professor Doutor Filomeno Fortes, mestre em Saúde Pública e doutorado em Ciências Biomédicas.

Em destaque, também, as mesas-redondas sobre “Divulgação de Cuidados em Saúde” e “Carreiras em Saúde”, que promoveram um rico intercâmbio de experiências entre profissionais de renome, entre os quais o Professor Doutor Fortunato Silva, especialista em Medicina Intensiva, Professora Doutora Paula Simões, doutorada em Ciências Farmacêuticas, Cirurgião Cardiovascular e doutorando Doutor Valdano Manuel e o doutor Paulo Ney Solari, doutorando em Saúde Pública.

Um momento particularmente inspirador foi a apresentação do “Estudo MuCCUA” ao abrigo do Projecto Crescer, focado na luta contra a desnutrição crónica infantil em Angola, ilustrando o potencial transformador da pesquisa científica aplicada.

O congresso se destacou também por sediar competições envolventes, nomeadamente o “Concurso Clínico” e o “Concurso Científico”, que visaram realçar o talento e a capacidade de inovação dos estudantes angolanos na área da Saúde.

Os prémios oferecidos incluíram oportunidades de estágio em pesquisa e descontos significativos em livrarias, com o objectivo de incentivar a excelência académica e o avanço da pesquisa científica entre os estudantes.

“Alcançamos os nossos objectivos, com uma adesão notável e a abertura de novos horizontes na interacção entre académicos e profissionais da Saúde em Angola. Este é apenas o primeiro passo de muitos que estamos comprometidos em dar”, disse a coordenadora do congresso, Jânia Silva.

O Encontro Angolano de Divulgação Médico-Científica contou com o apoio da Aprosepi, o Projecto Crescer, o ENAPP, a Livraria Levo e a Clínica Sagrada Esperança.

O NICESA foi criado em Agosto de 2018 e se dedica à promoção da pesquisa científica entre os estudantes de saúde em Angola. Com a missão de capacitar os futuros profissionais da saúde na investigação e inovação, o NICESA visa construir uma comunidade estudantil comprometida e apaixonada pela ciência, contribuindo significativamente para o avanço do conhecimento e das boas práticas na área da saúde em Angola.

Fonte: JA

Deixa o seu comentário