12 de Junho, 2024
Edit Content
Hospital do Prenda suspende equipa médica por presumível negligência médica
Angola

Um processo disciplinar foi instaurado a equipa médica que elaborou no dia 17 de Dezembro, no Hospital do Prenda, devido a morte de um paciente, por presumível negligência médica, informou esta terça-feira, em Luanda, o director desta unidade, Tomás Cassinda.

A referida equipa fica suspensa durante 15 dias, período que a comissão de inquérito, criada para o efeito, vai trabalhar no acompanhamento do caso. O processo foi instaurado pela direcção do referido hospital que tomou conhecimento do sucedido, no dia 7 do corrente mês, através de um vídeo, difundido nas redes sociais.

Em conferência de imprensa, o director do Hospital do Prenda, Tomás Cassinda, alegou que o vídeo dá indícios de uma eventual negligência médica da equipa em serviço.

Tomás Cassinda, director do Hospital do Prenda

“A direcção-geral do Prenda decidiu instaurar este processo face à gravidade dos indícios, no âmbito da tolerância zero, decretada pelo Ministério da Saúde, em Setembro de 2023, relativo ao tratamento desumanizado de utentes nas unidades de Saúde e demais instituições”, disse.

Segundo o responsável, a ideia é apurar os factos e imputar as devidas responsabilidades, sem o prejuízo da presunção de inocência que gozam, por direito, todos os implicados.

O facto ocorreu no domingo, 17 de Dezembro de 2023, às 12 horas e 7 minutos, no Banco de Urgência, altura em que morreu um paciente de 40 anos de idade, presumivelmente por negligência médica.

O director lamentou a perda dessa vida, nas circunstâncias em que ocorreu, e endereçou sentimentos de pesar à família. A unidade regista 5 a 10 reclamações diariamente no Gabinete do Utente, que incidem na morosidade no atendimento, maus tratos, desconhecimento e falta de informações da patologia entre outras.
Fonte: Angop

Deixa o seu comentário