4 de Março, 2024
Edit Content
Inundação provoca transferência de crianças do hospital pediátrico do Sumbe
Angola

Cento e cinquenta e cinco crianças foram transferidas, nesta segunda-feira, do Hospital Pediátrico do Sumbe para diferentes unidades hospitalares da província do Cuanza Sul.

A transferência foi motivada pela inundação do hospital pediátrico, como resultado de fortes chuvas. Segundo a vice-governadora do Cuanza Sul para o sector político, económico e social, Emília Tchinawalile, a situação é preocupante, por tratar-se de doentes internados na pediatria.

“Entendemos transferir, provisoriamente, os doentes para o hospital geral provincial 17 de Setembro, onde recebem tratamento adequado”, explicou a responsável, as chuvas afetaram duas mil 257 famílias, com maior incidência no Chingo, Bairro Novo e Bumba, duas igrejas e sete escolas do ensino geral.

Registou-se ainda o desabamento parcial de quatro residências, causando ferimentos a dois cidadãos de 11 e 30 anos de idade no bairro da Londa e Pindo. O governador do Cuanza Sul, Job Capapinha, mostrou-se solidário com as crianças internadas no Hospital Pediátrico do Sumbe, pela inundação e encorajou a transferência das mesmas.

Reconheceu que desde 2020, algumas obras de melhorias substanciais foram efetuadas nesta unidade sanitária, mas que, face às catuais chuvas, recomenda-se a transferência das crianças para se evitar o pior.

Face às constantes inundações, o governo da província e o Ministério da Saúde trabalham para, nas próximas horas, acomodar as crianças no Hospital da Centralidade da Quibaúla.

Deixa o seu comentário