15 de Abril, 2024
Edit Content
Luanda com surto de conjuntivite hemorrágica
AngolaPandemias & Surtos

A cidade de Luanda enfrenta, nos últimos dias, um surto de conjuntivite hemorrágica contagiosa, informou, esta quinta-feira, a directora do Instituto Nacional Oftalmológico de Angola (IONA), Luísa Paiva.

Luísa Paiva frisou, em declarações à ANGOP, que as unidades sanitárias têm registado diversos tipos de conjuntivites, sendo a hemorrágica a mais frequente, pois o IONA atende entre 8 a 10 casos desta patologia diariamente.

Salientou que a doença tem se expandido a grande velocidade, onde em alguns casos apresentam particular gravidade .

A responsável apelou à população para reforçar as medidas de prevenção, que passam pela lavagem das mãos frequentemente, evitar tocar ou coçar os olhos e não frequentar lugares com aglomerados  

Causas e sintomas da conjuntivite

 Conjuntivite hemorrágica é uma doença “altamente” contagiosa, caracterizada por hemorragia subconjuntival, inchaço repentino das pálpebras e congestão, vermelhidão e dor no olho.

A directora do IONA, explicou que as causas da conjuntivite podem ser de diversa ordem, sendo a mais comum a infecção provocada por alguns tipos de agentes patogénicos.

Estes agentes são sobretudo bactérias, mas também podem ser vírus e fungos.

Ressaltou igualmente que a conjuntivite também pode ser causada por agentes químicos e físicos de ordem diversa, como por exemplo, corpos estranhos, calor intenso, gases irritantes, raios ultravioleta, produtos cáusticos, fumos, entre outros.

Os sintomas iniciais mais frequentes são o lacrimejo, fotofobia, sensibilidade à luz e vermelhidão.

Ao apresentar os sintomas, aconselhou a população a procurar um oftalmologista para melhor orientação.

Existem vários tipos de conjuntivite, nomeadamente a bacteriana, viral e a alérgica.

Alertou para o risco de cegueira, por falta de cuidados médicos ou uso de medicamentos impróprios.

Fonte: Angop

Deixa o seu comentário