5 de Março, 2024
Edit Content
Malanje propõe 30 especialidades para o Plano Nacional de Formação em Saúde
Assistência MédicaFormação

Trinta especialidades ligadas às áreas de medicina, enfermagem, diagnóstico e terapêutica, constam da proposta da província de Malanje para o Plano Nacional de Formação em Saúde, cujas recolhas de contribuições decorrem desde hoje no país.

Para a área médica, constam as especialidades de medicina familiar, nutrição, medicina em saúde pública, pediatria, pneumologia, ginecologia e obstetrícia, neurologia e neurocirurgia, urologia, nefrologia, psiquiatria, cardiologia, infecciologia, anestesia e reanimação.

A proposta foi apresentada na, segunda-feira, pelo director do Gabinete Provincial da Saúde, Ribeiro José Carvalho, durante um encontro regional de recolha de contribuições para o enriquecimento do referido plano, que visa fortalecer o sistema nacional de saúde mediante a formação de mais técnicos especializados.

 Na ciência de enfermagem, de acordo com o responsável, a prioridade recai para as áreas médico-cirúrgico, neo-natal, serviços de urgência, gineco-obstetrícia, cuidados intensivos, enfermagem pediátrica, cuidados paliativos e continuados, fisioterapia, enfermagem oftalmológica, psiquiátrica e estomatologia.

Enquanto isso, para a carreira de diagnóstico e terapêutica, José Ribeiro indicou a bioquímica, hematologia, pasitologia, anatomia patológica, neuropsicologia e electromedicina, esta última que reputou como sendo de grande valia, na medida em que vem no sentido de evitar que equipamentos essenciais deixem de funcionar nas unidades de saúde por simples avaria.

A proposta inclui ainda a formação de formadores, gestão em saúde, secretariado e atendimento ao público, tecnologia de informação e comunicação em saúde, código de processos e procedimentos administrativos, higiene e segurança no trabalho.

Sublinhou que as especialidades elencadas serão remetidas ao Ministério de tutela, visando dar respostas às necessidades da província em termos de quadros e consequentemente garantir uma assistência à altura das exigências impostas pelo quadro epidemiológico.

A decorrer via zoom em Malanje, o encontro regional Norte-leste de recolha de contribuições para o Plano Nacional de Formação em Saúde conta com a participação das províncias do Cuanza-Norte, Lunda-Sul, Lunda-Norte e Moxico.

Com duração de algumas horas, o evento está a ser prestigiado por técnicos do Ministério da Saúde, presidentes das ordens profissionais de Médicos, Enfermeiros e Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica, responsáveis de unidades de saúde e de institutos de formação ligados ao sector.

Até 2027, altura em que o país vai contar apenas com mão-de-obra nacional, Malanje perspectiva formar 163 médicos especialistas em distintas áreas.

Fonte: JA

Deixa o seu comentário