15 de Junho, 2024
Edit Content
Primeira fábrica de lentes oftálmicas na África Central e nos PALOP inaugurada em Angola
AngolaNotíciaPubli reportagem

Tem uma capacidade de produção de mais de 1.000 lentes por dia, com uma linha de produção , estando prevista a instalação de uma segunda linha de montagem, que permitirá assegurar a produção de mais de 2.000 lentes por dia.

Inaugurou-se ontem em Viana, Luanda, aquela que é a única fábrica de lentes oftálmicas na África Central e nos PALOP, num investimento superior a oito mil milhões de kwanzas por parte da Oftalmed, com apoio e financiamento do Banco de Desenvolvimento de Angola.

A unidade de produção, com 1.800 metros quadrados, está equipada com a mais recente tecnologia e instrumentos utilizados na produção de lentes oftálmicas. A inauguração teve lugar ontem, com as presenças do Ministro da Indústria e Comércio, Rui Miguêns de Oliveira, do Secretário de Estado para o Comércio, Amadeu Jesus Nunes, do Secretário de Estado para a Economia, Ivan dos Santos, do Secretário de Estado para a Área Hospitalar, Leonardo Europeu Inocêncio, bem como diversas Representações Diplomáticas e destacados membros da Sociedade Civil.

A Oftalmed assegura a partir de agora a produção de lentes oftálmicas para o mercado angolano, e em breve para os países da África Central e PALOP, colocando Angola na linha da frente do desenvolvimento tecnológico com potencial de exportação. O arranque para o mercado está previsto acontecer já em Janeiro de 2024. A unidade de produção conta com quadros altamente qualificados e tecnologia de ponta, alinhada com os mais elevados standards internacionais para a indústria de dispositivos médicos.

A fábrica inclui um laboratório de corte e montagem de todo o tipo de lentes oftálmicas em óculos, designadamente em armações, óculos de sol, para desporto e de proteção laboral, entre outros. Até ao final do primeiro ano de atividade a fábrica conta com 50 colaboradores.

Numa segunda fase, e até ao terceiro ano de exploração, serão criados 100 postos de trabalho adicionais. Aos quadros superiores é assegurada uma formação intensiva no estrangeiro, designadamente na Alemanha e no Brasil, e à restante equipa é dada formação pelas empresas parceiras e por formadores internos certificados para o efeito, assegurando a transmissão de conhecimento especializado para operar com os equipamentos de alta tecnologia e precisão.

Deixa o seu comentário