30 de Maio, 2024
Edit Content
Projecto para Vida oferece serviços de oftalmologia  
AngolaNotícia

Pelo menos três mil membros da federação dos Sindicatos da Educação, Cultura e Comunicação Social de Angola, iniciaram, esta segunda-feira, a beneficiar de serviços de oftalmologia, no quando do projecto “Visão para Vida/Visão para Todos”.

O projecto, levado a cabo por brasileiros, está a ser implementado nas 18 províncias do país, com a previsão de realizar consultas grátis e acesso a um custo baixo dos óculos, para os sindicalistas, seus agregados e a cidadãos singulares.

Ao intervir no acto de abertura das consultas, com término previsto para 23 do corrente mês, o secretário nacional para os Assuntos Jurídicos e Laborais da Confederação dos Sindicatos, Zacarias Jeremias, informou que o projecto visa, essencialmente, responder às necessidades dos filiados e respectivos agregados em relação à saúde visual.

Disse que numa primeira fase a iniciativa prevê a triagem geral dos filiados em relação a oftalmologia.

O sindicalista explicou que após esta fase pretendem realizar cirurgias oculares e a abertura de serviços oftalmológicos na Clínica do Sindicatos do Huambo, em primeiro lugar.

Por seu turno, o chefe do Projecto Visão para Vida, Francisco Stoco, informou que a parceria tem como finalidade, básica, levar aos locais de carência, principalmente, na área de oftalmologia clínica, uma forma de alívio de triagem ou mesmo de cura.

Disse que combater doenças graves de oftalmologia como as Glaucoma, Catarata, Retinopatia e demais que provocam a cegueira, desconforto, queda no ensino e outros males mais agressivas aos cidadãos, constitui a principal causa do Projecto Visão para a Vida.

A vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação, Cultura, Desporto e Comunicação Social na província do Huambo, Elisabeth Cahombo, enalteceu a iniciativa da Federação Sindical, ao realçar que surge para facilitar e encurtar a distância dos filiados na busca desses serviços de saúde.

A responsável do sindicato, que controla mais de 13 mil filiados, entre professores e trabalhadores administrativos do sector da Educação, augura maior aderência dos mesmos nestes serviços, em prol da saúde visual e melhor desempenho laboral.

Fonte: Angop

Deixa o seu comentário