15 de Junho, 2024
Edit Content
Regulamentação da psicologia clínica: 68 novos especialistas recebem carteiras profissionais
Notícia

Na terça-feira, 68 psicólogos clínicos em Luanda receberam suas carteiras profissionais, marcando um passo importante para a regulamentação da profissão e o acesso à saúde mental. O evento contou com a presença de representantes de diversas províncias, incluindo Cabinda, Zaire, Uíge, Cuanza-Norte, Malanje, Huíla, Huambo, Namibe e Bengo.

O presidente da Sociedade Angolana de Psicologia Clínica, Félix Mizé, destacou os benefícios da carteira profissional. Segundo ele, o documento facilitará a empregabilidade de novos psicólogos, incentivará o empreendedorismo na área e promoverá a abertura de mais consultórios especializados.

Além disso, as carteiras permitirão um maior controle sobre os profissionais, facilitando a identificação e o combate à atuação ilegal. “A lei exige que todos trabalhem com carteira profissional”, salientou o mesmo.

A representante da Organização Mundial da Saúde (OMS), Fernanda Alves, abordou a questão do estigma e da discriminação que muitas pessoas com problemas de saúde mental enfrentam por parte de familiares, vizinhos e até mesmo profissionais de saúde. Essa situação pode dificultar o acesso ao tratamento adequado.

Fernanda Alves ressaltou a importância do papel crucial dos psicólogos clínicos na sociedade e recomendou a criação de equipes multidisciplinares para uma abordagem mais abrangente e eficaz no tratamento e apoio aos pacientes.

A representante da OMS também afirmou que a organização continua trabalhando em nível nacional e internacional para fornecer aos governos e parceiros dados e apoio técnico para fortalecer o setor da saúde mental.

A entrega das carteiras profissionais aos psicólogos clínicos  representa um avanço significativo para a regulamentação da profissão e o acesso à saúde mental no país. O combate ao estigma e a discriminação, além da criação de equipes multidisciplinares, são medidas importantes para garantir um atendimento mais eficaz e humanizado aos pacientes.

Foco Saúde//

Deixa o seu comentário