15 de Abril, 2024
Edit Content
Conheça seis doenças cardíacas raras que podem ser fatais
ArtigosSaúde

Neste Dia Mundial das Doenças Raras, conheça as patologias que não são muito faladas, mas que podem ser perigosas.

O último dia de fevereiro foi o escolhido para assinalar o Dia Mundial das Doenças Raras. Este ano, acontece nesta quinta-feira. Segundo a Ordem dos Enfermeiros, é assim em mais de 80 países. Explicam que existem perto de oito mil doenças raras, a maioria de origem genética.

São designadas de raras, uma vez que a sua prevalência é inferior a cinco casos a cada 10 mil pessoas.

O ‘website’ Health Shots dá a conhecer algumas doenças raras relacionadas com o coração. Já tinha ouvido falar?

1- Não Compactação Isolada do Ventrículo Esquerdo (NCVE)

Acontece quando a câmara cardíaca não se desenvolve de forma adequada. O coração acaba por não conseguir bombear o sangue com a devida eficiência. Trata-se de uma má formação do músculo cardíaco.

2- Amiloidose

Proteínas anormais acabam por acumular-se no tecido cardíaco, o que afeta o funcionamento do coração. Alguns dos sintomas incluem fadiga e inchaço nas pernas.

3- Miocardiopatia arritmogénica do ventrículo direito (ARVD)

É uma doença genética que causa alterações estruturais no coração. Palpitações, desmaios e batimentos cardíacos irregulares são alguns dos sintomas

4- Miocardiopatia Takotsubo

É uma condição semelhante a um ataque cardíaco, muitas vezes desencadeada por stress emocional extremo e enfraquecimento temporário do músculo cardíaco.

5- Miocardiopatia Restritiva (MCR)

O músculo cardíaco fica mais rijo e limita a capacidade de esticar e encher.

6- Miocardite de células gigantes

Trata-se de uma doença inflamatória que leva à rápida deterioração do músculo cardíaco.

Fonte: notícias ao minuto

Deixa o seu comentário