5 de Março, 2024
Edit Content
Testemunha de Jeová processa hospital após receber transfusão de sangue
Insólito
Uma cidadã de nacionalidade equatoriana apresentou uma queixa contra um hospital de Madrid por lhe ter realizado uma transfusão de sangue sem o seu consentimento.

De acordo com a Lusa, que avança a notícia, a queixosa decidiu recorrer ao tribunal europeu após o sucedido em 2018. Devido a um problema de saúde, esta foi sujeita a uma cirurgia, tendo na altura assinado um documento em que se negava a receber qualquer transfusão de sangue, mesmo que a vida estivesse em perigo.

A mulher deu entrada, no Hospital de Soria para se submeter à operação, mas uma hemorragia obrigou a que fosse transferida para Madrid. Sabendo que esta era testemunha de Jeová, a administração hospitalar contactou um juiz de serviço para saber o que havia de fazer, sendo que este, sem conhecer a identidade nem as crenças da doente, autorizou que fossem tomadas todas as medidas necessárias para lhe salvar a vida, noticia o ABC.

Na sequência do sucedido, a mulher apresentou queixa junto do Tribunal Constitucional, que terá ignorado as suas alegações. Em causa está o facto de se afirmar que a mulher estava lúcida no momento em que foi levada para a sala de operações e nada terá dito. Uma alegação que a mesma nega, mas em que não há nada que o comprove. 

Posto isto, a doente decidiu recorrer a Estrasburgo para apresentar uma queixa contra Espanha, a quem acusa de não respeitar a vida privada nem a liberdade de pensamento, consciência e religião dos seus cidadãos.

Depois de ouvir os envolvidos, os magistrados discutirão em privado o sucedido, mas a decisão final deverá ser conhecida numa data posterior, refere a mesma fonte. 

O tribunal de Estrasburgo fez saber, ainda, que ouvirá as alegações da mulher que é contra a transfusão de sangue por ser Testemunha de Jeová. 

Fonte: JA

Deixa o seu comentário