30 de Maio, 2024
Edit Content
Fumar pode causar danos irreversíveis no cérebro alertam cientistas
Saúde Pública

Já (quase) todos sabem que existem imensos motivos para deixar de fumar. Recentemente, um estudo, feito na Escola de Medicina da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, adicionou mais um na extensa lista. Qual? Investigadores descobriram que fumar encolhe ativamente o cérebro humano.

Deixar de fumar ajuda a prevenir mais danos, mas, infelizmente, não faz com que o cérebro recupere e fique com o tamanho original, acrescentam os cientistas. Ou seja, os danos são irreversíveis.

Explicam ainda que a relação entre o consumo de tabaco e o volume do cérebro depende da dose. Isto significa que o cérebro encolhe mais quando fuma mais.

Aliás, no estudo, disponibilizado na Biological Psychiatry, os investigadores explicam que o cérebro encolhe naturalmente com a idade e o tabaco faz com que isto aconteça antes do tempo.

Para além disso, a investigação ajuda a explicar por que razão os fumadores correm um maior risco de declínio cognitivo relacionado com a idade e doenças como a demência.

Para chegar a esta conclusão, a equipa analisou os dados de cerca de 40 mil indivíduos que foram submetidos a imagiologia cerebral, algo capaz de medir o volume do cérebro. Tiveram ainda em conta o historial de tabagismo e o risco genético de tabagismo.

Fonte: noticia ao minuto

Deixa o seu comentário