15 de Junho, 2024
Edit Content
Complexo Hospitalar de Doenças Cardiopulmonares em dificuldades financeiras
Notícia

O Complexo Hospitalar de Doenças Cardiopulmonares Dom Alexandre do Nascimento, em Luanda, enfrenta há três meses uma crise financeira, colocando em risco o atendimento aos pacientes. Segundo o diretor-geral, Carlos Masseca, a unidade hospitalar não recebeu os repasses mensais de 500 milhões de kwanzas destinados à compra de medicamentos, materiais gastáveis, alimentação e outros serviços.

Esse atraso no pagamento dos fornecedores compromete o funcionamento do hospital, afetando serviços como limpeza, alimentação e fornecimento de medicamentos. Carlos Masseca afirma que a direção do hospital tem buscado negociar com os fornecedores para encontrar soluções alternativas e garantir a continuidade dos serviços.

em declarações à  Rádio Nacional, o diretor-geral do hospital ressalta que a situação já foi comunicada ao Ministério das Finanças, que está ciente do problema e trabalhando para regularizar os pagamentos.

Em busca de soluções mais permanentes, a situação do Complexo Hospitalar Dom Alexandre do Nascimento também foi levada ao conhecimento da 6ª Comissão da Assembleia Nacional. Os deputados se comprometeram a interceder junto ao governo para buscar mudanças na periodicidade do financiamento das unidades hospitalares, visando garantir um fluxo de recursos mais estável e previsível.

A crise financeira no Complexo Hospitalar Dom Alexandre do Nascimento serve como um alerta para os desafios enfrentados pelo sistema de saúde angolano. A falta de recursos adequados e a morosidade nos repasses afetam diretamente a qualidade dos serviços prestados e colocam em risco a saúde da população. É fundamental que as autoridades competentes tomem medidas urgentes para solucionar esse problema e garantir o bom funcionamento das unidades hospitalares em todo o país.

Foco Saúde//

Deixa o seu comentário