5 de Março, 2024
Edit Content
É possível engravidar após a retirada de miomas? Especialista responde
Saúde feminina

Os miomas uterinos são tumores benignos muito comuns na vida das mulheres. De acordo com dados da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), cerca de 80% das mulheres em idade fértil tenham miomas. Em alguns casos os miomas podem crescer bastante e a sua retirada estar ligada à remoção do útero, um grande problema para mulheres que desejam engravidar.

Quando o útero deve ser retirado na cirurgia de miomas?

De acordo com o especialista em ginecologia e obstetrícia, Dr. Alexandre Silva e Silva, a remoção do útero é feita principalmente quando os tumores crescem demais.

A cirurgia de remoção dos miomas, na sua maioria, também estão ligados à retirada também do útero, principalmente quando os miomas crescem em demasia, ou seja, quando o tratamento é feito com o problema já avançado e quando, após a remoção do mioma, não se pode reconstruir o útero“.

O útero pode ser preservado mesmo com a retirada dos miomas?

O principal fator que ajuda na preservação do útero após a retirada dos miomas é a identificação e tratamento precoce do problema, afirma o Dr. Alexandre Silva e Silva.

Existem alguns tratamentos que podem ser feitos contra os miomas, como o uso de hormônios, DIUs e medicamentos como progesterona e implantes hormonais que contenham anti-estrogênicos que ajudam a controlar o crescimento e os sintomas dos miomas, mas nem todas as mulheres têm boas respostas a este tratamento“.

Para quem deseja gestar o tratamento mais indicado é a cirurgia minimamente invasiva que busca preservar o útero mesmo com a retirada dos nódulos de mioma, mas para isso é preciso que eles não estejam tão grandes, ou seja, é fundamental que o tratamento seja feito precocemente“, explica.

Principais sintomas de miomas

– Aumento do sangramento menstrual;

– Dores abdominais;

– Cólicas fortes e frequentes;

– Aumento do volume abdominal;

– Dor após as relações sexuais;

– Urgência miccional;

– Intestino preso (obstipação intestinal);

– Dificuldades para engravidar.

Sobre o Dr. Alexandre Silva e Silva
O Dr. Alexandre Silva e Silva, se formou em 1995 na Faculdade de Ciências Médicas de Santos em medicina. Sua especialização é em Cirurgia Minimamente Invasiva e Cirurgia Robótica. Além disso, possui certificação em cirurgia robótica em 2007 no Hospital Metodista de Houston. Certificação em cirurgia robótica single site em 2016 em Atlanta. É mestre em ciências pela Universidade de São Paulo em 2019 e foi pioneiro em cirurgia minimamente invasiva a partir do ano de 1998, dando aulas de vídeo cirurgia desde então. É referência em videolaparoscopia e cirurgia robótica.

Deixa o seu comentário