4 de Março, 2024
Edit Content
Médicos pedem o redobrar da prevenção das queimaduras
AngolaNotícia

A direção clínica do Hospital Geral Especializado Neves Bendinha apelou, terça-feira, em Luanda, o reforço e o redobrar da atenção para a prevenção de casos de queimaduras, em especial nas crianças.
A diretora clínica Antonieta Guilherme destacou, durante a apresentação das estatísticas das ocorrências registadas na semana passada, a vigilância constante dos pais a não permitirem a presença de crianças na cozinha e a fazerem a revisão periódica do fogão e da botija.
“Pedimos aos pais para evitarem a presença de crianças na cozinha, no período em que estiverem a confecionar os alimentos, assim como deixar os menores aos cuidados de outros menores. É preciso ter bastante atenção e cuidado no manuseio e no contacto com objetos de uso doméstico por menores”, destacou a diretora.
Nas últimas 72 horas, referiu, 44 pacientes foram socorridos com diferentes queimaduras no banco de urgência, sendo 23 crianças e 21 adultos. “Há a lamentar a morte de duas crianças internadas nos serviços de cuidados intensivos”.
Em relação às causas, destacou, 81 por cento dos casos foram originados por líquidos quentes. No banco de medicina para assistência primária, disse, foram atendidos 513 pacientes, dos quais 317 adultos.
Zango
Na urgência do Hospital Municipal Zango 2, 661 pacientes foram diagnosticados com malária, 51 com doenças diarreicas agudas, 32 com problemas respiratórios agudos e 20 com hipertensão arterial. O diretor clínico Sebastião Senga avançou ainda que atenderam 187 mulheres na área da maternidade.
Talatona
Um total de 2.100 pacientes foi assistido no Hospital Municipal de Talatona e destes 111 foram observados com malária, 16 com hipertensão arterial, 15 com gastroenterites. A chefe do banco de urgência, Albertina Casimiro, informou que tiveram de internar 895 pacientes.

Samba
Na semana passada o Centro de Saúde da Samba prestou auxílio médico a 3.925 pacientes, destes 1.242 continuam sob avaliação médica. A diretora clínica da instituição, Rosa Manuel, frisou que das patologias registadas, 531 foram por malária.
Sambizanga
No banco de urgência do Centro de Saúde do Sambizanga, a equipa médica socorreu um total de 832 pacientes, dos quais 439 com malária e 36 com doenças diarreicas agudas, informou, ontem, a direção clínica. Augusta Chandicua adiantou ainda que 202 pacientes foram atendidos em clínica geral.
Fonte: JA

Deixa o seu comentário