23 de Julho, 2024
Edit Content
Como as interações sociais alteram a química do seu cérebro?
Artigos

Estímulos intelectuais e isolamento social podem alterar agentes químicos do seu organismo

A interação social é um dos mais importantes pilares do desenvolvimento humano, estando presente desde o princípio da evolução e permanece até hoje, seja como interação, networking, seguidores, etc., o ser humano precisa interagir com outras pessoas. 

Além disso, o chamado ‘engajamento intelectual’, o estímulo cerebral constante, também é fundamental para preservar as funções cerebrais mesmo com o passar dos anos.

Ambas essas funções são fortemente conectadas, como demonstra o novo estudo “La Profundización Intelectual Influye en el Desarrollo y la Expresión de la Introversión“, publicado na revista científica Ciência Latina International pelo Médico Endocrinologista, Dr. Rodrigo Neves, em parceria com o Pós PhD em neurociências, Dr. Fabiano de Abreu Agrela, o Psiquiatra Dr. Flávio H. Nascimento, a terapeuta Simone Resende, o Mestre em Saúde Dr. Carlos Ernesto e a Estudante de Direito Luiza Oliveira.

Os impactos e a influência da química cerebral

O circuito de recompensa do cérebro, que usa a dopamina, é fundamental para a nossa motivação e prazer em atividades que gostamos. Algumas pessoas, com mais receptores de dopamina, acham atividades intelectuais, como aprender e resolver problemas, mais prazerosas do que interações sociais, o que pode levar à introversão“.

Variações genéticas que afetam a serotonina podem tornar as interações sociais menos satisfatórias, promovendo o isolamento. Outros neurotransmissores, como noradrenalina, acetilcolina, glutamato e GABA, também influenciam a introversão ao afetar nossa atenção, foco e reflexão interna“, explica Dr. Rodrigo Neves.

Sobre Dr. Rodrigo Neves

Médico com formação em Medicina, pós-graduação em Endocrinologia e 12 certificados em Nutrologia na Abran. Além disso, é um Practitioner e Master Practitioner em Programação Neurolinguística, dominando a arte da comunicação eficaz e é membro da A4M, demonstrando seu compromisso com abordagens inovadoras para o envelhecimento saudável. Sua vasta expertise e comprometimento fazem dele uma referência respeitada na medicina e na nutrologia.

Deixa o seu comentário