12 de Junho, 2024
Edit Content
Luanda conta com mais de mil médicos
AngolaNotícia

A capital angolana (Luanda) conta com 1.139 médicos, correspondendo a um rácio de aproximadamente um médico para oito mil habitantes, informou hoje, sexta-feira, o diretor do gabinete provincial da Saúde, Manuel Varela.
Discursando no ato provincial do Dia do Médico, promovido pelo Governo Provincial de Luanda, Manuel Varela referiu que há um longo caminho a percorrer, para se alcançar a cifra recomendada pela Organização Mundial da Saúde, de um médico para mil habitantes.
Segundo o diretor, para minimizar este défice e alcançar a qualidade dos serviços médicos, está em especialização um número considerável de médicos nas áreas de anestesiologia e reanimação, pediatria, cirurgia plástica, ginecologia e obstetrícia, medicina geral, ortopedia, entre outras.
Frisou que o Ministério da Saúde está a implementar a formação de 38 mil profissionais, incluindo médicos, num financiamento do Banco Mundial.
“Ao celebrarmos o dia consagrado ao médico, um profissional responsável por cuidar e promover a saúde de toda a população, congratulamo-nos, de modo singular, com esta destemida classe profissional que, dando o melhor de si, tudo faz para garantir a saúde da população”, disse
Para si, os médicos assumem um papel crucial, dedicando suas vidas ao cuidado do próximo.
Na ocasião, o vice-governador de Luanda para o Sector Político e Social, Manuel Gonçalves, reiterou a necessidade da contínua aposta na formação dos profissionais, bem como na melhoria das condições de trabalho.
Disse que o governo está ciente de que os desafios são inúmeros, mas está confiante que o caminho a trilhar, trará resultados impactantes na vida dos munícipes.
“Estamos apostados na melhoria da qualidade dos serviços de saúde, implementando programas que aproximem a saúde às comunidades, como é caso do Programa “Saúde a Porta de Casa”, realçou o responsável, para quem este programa tem a finalidade de garantir uma maior disponibilidade dos serviços.
De acordo com os dados estatísticos, o país está com uma cobertura de 30 por cento de unidades sanitárias.
Fonte: Angop

Deixa o seu comentário