30 de Maio, 2024
Edit Content
Lunda-Sul regista mais de 50 mil casos de malária em dois meses
MaláriaNotícia

Cinquenta e sete mil casos positivos de malária foram diagnosticados na província da Lunda-Sul, pelas autoridades sanitárias, nos últimos dois meses.

Os casos foram registados em distintas unidades sanitárias da província e resultaram em 19 mortes.

A informação foi avançada quarta-feira, em Saurimo, pelo director do Gabinete Provincial da Saúde, Viegas de Almeida, que não avançou dados comparativos.

Referiu que as crianças menores de cinco anos de idade dominam os casos de malária.

Alegou o deficiente saneamento básico do meio, traduzido na existência de muito capim, águas estagnadas e resíduos sólidos em quintais e em algumas artérias da cidade, como um dos factores que concorre para a proliferação da doença.

“As equipas médicas e parceiros tudo têm feito para sensibilização das famílias para observarem as medidas de prevenção desta doença”, assegurou.

Apelou à população a primar pela higiene para se prevenir da doença, assim como a procurar, oportunamente, os serviços de saúde.

Por outro lado, Viegas de Almeida disse que outra preocupação do sector é a ruptura de stock de sangue.

Disse que nos últimos meses, vários cidadãos acorrem as unidades sanitárias para o tratamento da doença, visto que diariamente são feitos 25 transfusões de sangue, situação que tem causado transtornos no normal funcionamento das hemoterapias.

A província da Lunda-Sul conta com 762 camas, distribuídas em diferentes unidades sanitárias, asseguradas por 638 enfermeiros e 116 médicos nacionais e expatriados.

Fonte: Angop

Deixa o seu comentário