23 de Julho, 2024
Edit Content
Malária continua a preocupar equipas médicas em Luanda
AngolaNotícia

O Hospital Geral de Luanda atendeu, na semana passada, 8.026 pacientes, com diversas patologias, informou, terça-feira, o director clínico, Magalhães Sobrinho.

O médico disse que as principais foram a malária, com 948 casos, doenças respiratórias agudas (397), hipertensão (128) e diarreia (116).

Um total de 934 pacientes traumatizados foram socorridos no banco de urgência de Ortopedia do referido hospital, dos quais 440 por quedas, 177 por acidentes de viação, 163 por agressões físicas, 99 por ferimentos provocados por arma branca, 74 por atropelamentos e 16 por arma de fogo.

 
Cacuaco

A equipa médica do Hospital Municipal de Cacuaco assistiu, na semana passada, 71 pacientes vítimas de acidentes de viação, informou a directora-geral da instituição.

Segundo Anizeth Cutatela, 3.743 cidadãos procuraram pelos serviços da unidade sanitária, tendo sido 2.102 nas consultas externas e 1.641 nos bancos de urgência.

De acordo com a médica, as principais patologias também foram a malária, com 466 casos, doenças respiratórias agudas (38), diarreia (33) e hipertensão (31), tendo-se registado, também, 20 casos de síndrome gripal.

 
Cazenga

O Hospital Municipal do Cazenga atendeu 2.339 pacientes, dos quais 1.485 nas consultas externas e 854 nos bancos de urgência, segundo a directora-geral da unidade.

Nilsa Sousa adiantou que na área de pediatria foram assistidas 213 crianças, fundamentalmente com malária (358 casos), diarreia (29) e broncopneumonia (24).

“Na área dos adultos, a malária (718 casos) também foi a patologia com maior incidência, seguida da diarreia, com 15 casos”, disse. O hospital, continuou, assistiu 139 pacientes vítimas de trauma. “Os ferimentos provocados por arma branca continuam a dominar as estatísticas dos pacientes traumatizados”. Ainda no Cazenga, foram assistidos no Hospital Geral dos Cajueiros 1.081 pacientes, dos quais 650 com malária, 441 com síndrome febril, 441 com hipertensão e 119 com diarreia, de acordo com o director clínico, Tomás Fernando.

 
Kilamba Kiaxi

O banco de urgência da maternidade do Hospital Geral Especializado do Kilamba Kiaxi socorreu 460 mulheres e realizou 129 partos, informou, ontem, a directora clínica. Rosa André ressaltou que as patologias que continuam a assolar as mulheres gestantes são a malária (23) e a pré-eclâmpsia, com 17 casos, todos registados na semana finda.

 
Viana

O serviço de maternidade do Hospital Materno Infantil Mãe Jacinta Paulino atendeu, na semana passada, 382 mulheres gestantes e realizou 94 partos, disse a directora-geral da instituição. Filomena Bessa explicou que, devido à gravidade de alguns casos, pelo menos 83 mulheres tiveram de ser internadas. 

O hospital, acrescentou, acudiu 1.473 pacientes, tendo-se registado 572 casos de malária, 313 de doenças respiratórias agudas e 103 de diarreia.

Fonte: JA

Deixa o seu comentário